Sociedade

Dez carteiristas detidas em flagrante na Baixa de Lisboa

A PSP deteve, ontem à noite, dez mulheres que furtaram a carteira a um turista holandês na Rua Augusta, em Lisboa. 

Por volta das 22h, agentes da Divisão de Segurança a Transportes Públicos, que se encontravam na zona da Baixa a vigiar as movimentações de grupos de carteiristas que têm como alvo preferencial os turistas, aperceberam-se de que o grupo de mulheres rodeava um casal de turistas que assistia à actuação de um músico de rua. Uma das mulheres, cercando completamente a vítima, tirou-lhe a carteira do bolso dos calções, mas foi detida de imediato pela Polícia. 

O grupo de dez mulheres (com idades entre os 18 e os 37 anos) é, segundo fonte oficial da PSP, “anormalmente grande”, uma vez que os carteiristas costumam actuar em grupos de quatro ou cinco elementos, sendo que este modo de actuação deve-se ao facto de, àquela hora, o movimento de turistas já não ser tão grande, o que leva as mulheres a agruparem-se desta forma para “criarem nas vítimas a ilusão de que também são turistas e assim as rodearem e lhes tirarem os valores”. 

Depois da investida, as carteiristas ainda tentaram fugir, mas os polícias conseguiram interceptá-las e detê-las em flagrante delito. 

A vítima, que só se apercebeu de que tinha sido alvo de furto quando viu a Polícia reagir, apresentou denúncia contra as carteiristas, tendo-lhe sido entregue a carteira (no valor de 60 euros) com os documentos, cartões bancários e 55 euros. 

sonia.graca@sol.pt