Economia

Taxa de penetração dos acessos telefónicos regista valor recorde

No final do segundo trimestre de 2014 a taxa de penetração dos acessos telefónicos principais foi de 43,6 por 100 habitantes, tornando-se no valor mais elevado registado até ao momento pelo regulador do sector.

De acordo com um comunicado da Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), neste período o parque de acessos telefónicos principais ascendeu a 4,5 milhões, um valor superior em 0,3% relativamente ao trimestre anterior e ao trimestre homólogo.

No segundo trimestre deste ano, “os acessos suportados em redes alternativas à rede tradicional representavam 45,1%, mais 1,3 pontos percentuais que no trimestre anterior e mais 4,3 pontos percentuais que no trimestre homólogo”, detalha a Anacom no mesmo documento.

O Grupo PT detém a maioria dos acessos fixos principais com uma quota de 55,5%, seguindo-se a NOS (ex-Zon Optimus) com 30,4%. Os dois operadores registaram, contudo, uma queda de 0,4 pontos percentuais face ao trimestre anterior. 

Já a Vodafone foi o prestador que mais cresceu no período em análise, atingindo uma quota de 8,1%, o que se traduziu num aumento de 0,8 pontos percentuais.

Segundo os mesmos dados da Anacom o tráfego total de voz originado na rede fixa durante o segundo trimestre foi de cerca de 1,8 mil milhões de minutos e 471 milhões de chamadas. 

“Em relação ao trimestre homólogo, o volume de minutos de voz do serviço telefónico fixo (STF) diminuiu 8,5%, verificando-se uma redução generalizada em todos os tipos de tráfego”, explica o regulador do sector.

sara.ribeiro@sol.pt