Sociedade

Morreu jovem que foi esfaqueado no Cais do Sodré

Diogo Andrade e Sousa, o jovem arquitecto que foi esfaqueado na terça-feira da semana passada junto ao Cais do Sodré, morreu hoje. Segundo confirmou o SOL junto de amigos, o rapaz de 28 anos já estava em morte cerebral desde ontem. A polícia está a investigar o caso mas ainda não fez nenhuma detenção.


O jovem vivia no estrangeiro e estava a passar férias em Portugal. Na terça-feira da semana passada, foi sair com uns amigos para a zona do Cais do Sodré. Uma amiga que estava com ele terá sido abordada com violência por um grupo de três jovens que estavam no local. Diogo saiu em defesa da amiga e levou duas facadas na zona do coração e do pulmão.

Ao fim de mais de uma semana internado no Hospital de São José, em Lisboa, Diogo acabou por falecer.