LifeStyle

Starbucks adere à moda das rulotes

A cadeia norte-americana Starbucks quer alargar a sua já longa rede de cafés, apostando agora num conceito que está cada vez mais na moda: as rulotes.

E além de investir na mobilidade, a empresa está atenta a um mercado importante naquele país, os estudantes universitários.

Parece um bocado óbvio, mas nem a Starbucks nem outra cadeia tinham pensado nesta solução. A rede de cafetarias, que tem 11.500 lojas só nos Estados Unidos, reparou que só 300 destas se encontravam localizadas em campus universitários, quando há cerca de 4.700 universidades ou institutos superiores no país. 

O problema muitas vezes é a autorização para instalar uma cafetaria dentro da universidade, ou mesmo a constante movimentação dos alunos em zonas diferentes da mesma, pelo que a Starbucks decidiu apostar em rulotes: podem ser mudadas de sítio ao longo do dia e têm custos inferiores de energia e manutenção se ficarem abertas até mais tarde.

A cadeia, originária de Seattle, no Estado de Washington, decidiu experimentar o conceito em três universidades: Arizona State University, no Estado com o mesmo nome; James Madison, na Virgínia; e Coastal Carolina, na Carolina do Sul. Mas com tantas universidades e alunos, a ideia tem tudo para correr bem e crescer rapidamente, chegando talvez a Portugal também um dia.

emanuel.costa@sol.pt