LifeStyle

A marisqueira portuguesa reinventa-se

A ideia da Marisqueira Azul, lançada pelo chefe de cozinha Nuno Bergonse, é assumidamente reinventar o conceito das marisqueiras portuguesas tradicionais, num ambiente mais actual e urbano, pretendendo aliá-la a uma imagem mais contemporânea e cosmopolita.


Talvez por isso, a primeira ideia que nos ocorre é a do Ramiro (o que fica logo no início da Almirante Reis, do lado esquerdo, logo a seguir à Rua da Palma), talvez a marisqueira mais famosa de Lisboa, que acumula à porta filas de comensais pacientes e ávidos por conseguirem ali uma mesa. Como no Ramiro, também aqui a lista inclui apenas mariscos - excepções feitas a um excelente prego e a um pica-pau de molho engrossado, ambos de boa carne do lombo - ou de um bom presunto pata negra para entrada. E como no Ramiro, os mariscos são frescos, de óptima qualidade, e dando primazia aos produtos dos mares nacionais.

Já ao contrário do Ramiro, o serviço aqui, sendo também bom, é mais pachorrento e atento à clientela. Um ponto de honra do serviço (com reflexos positivos na contabilidade e na satisfação dos clientes, portanto bom para todos) é pôr uma nova imperial à frente do freguês, antes de este terminar a anterior. E em vez de nos despacharem com toalhas de papel substituídas à pressa, acolhem-nos aqui em mesas bem postas, atoalhadas de pano (quem diria ser este o mesmo Nuno Bergonse que quando saiu de O Pedro e o Lobo levou dali as toalhas-chemins, deixando pratos e talheres sobre a madeira nua das mesas, como agora se tornou uma espécie de moda). Claro que estes cuidados se acabam por reflectir no preço final.

Embora haja a ideia de em Portugal (e não só) se associar mariscos a cerveja, sendo por isso a cerveja aqui tratada com extrema atenção, o menu de vinhos é perfeitamente satisfatório para todos os gostos. Ainda recentemente, entre as propostas de vinho a copo, nos brancos (que mais apetecem nesta época, sempre com mariscos), ao lado de possibilidades mais baratas, lá estava um magnífico Encruzado Branco, da Quinta dos Carvalhais, 2012.

Esta casa foi inaugurada em Maio último, no Mercado da Ribeira, incluída no projecto de remodelação ali levada a cabo pela Time Out. Mas, mesmo neste local, tem uma situação privilegiada, com uma bela esplanada virada para o Jardim Sá da Bandeira, no Largo D. Luís. Esta esplanada, que é de aproveitar bem nos dias calorosos do Verão, será depois mais coberta, para se usar também nos dias amenos. De resto, tem sempre, do lado de dentro, um balcão com bancos. E dá acesso ao espaço de mesas comuns, no centro do andar térreo do Mercado da Ribeira - que serve todos os outros balcões ali disponíveis.

Esta Marisqueira Azul integra-se bem na oferta sofisticada escolhida para ali pela Time Out, e merece seguramente várias visitas.

panunciacao@sapo.pt