Politica

Costa: Solução para a Ribeira das Naus ‘não é a ideal’

O presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, admitiu hoje que a reabertura do trânsito na Avenida Ribeira das Naus, com restrições, "não é a solução ideal", mas sim a "possível".

"Procurámos a solução mais equilibrada possível. Muita gente considera fundamental que a avenida seja livre para a circulação automóvel, outros dizem que é um desperdício e deve ser só para uso pedonal", acrescentou o autarca socialista.

A Avenida Ribeira das Naus, que liga o Cais do Sodré ao Terreiro do Paço, reabriu na semana passada, mas apenas ao transporte individual, após o trânsito ter sido cortado em Abril, para finalizar as obras de requalificação daquela zona ribeirinha da cidade.

Por agora, aquela artéria vai passar a estar encerrada à circulação automóvel entre as 06h00 de sábado e as 06h00 de segunda-feira, aplicando-se o mesmo horário aos feriados e dias seguintes, se estes não coincidirem com uma sexta-feira.

A avenida vai também passar a estar fechada durante as férias escolares, reabrindo durante o ano lectivo.

Porém, António Costa frisou que esta alteração "para já não compromete a solução definitiva no futuro", sendo que "os futuros executivos municipais serão livres para abrir" o troço à circulação automóvel.

O presidente reconheceu que a câmara "não conseguiu ainda transmitir percursos alternativos", devido à "apreensão por parte dos cidadãos".

Estes caminhos "existem, mas ainda não conseguimos transmitir a sua existência", referiu, exemplificando que quem está em Alcântara e pretende ir para a zona oriental de Lisboa pode passar pela Avenida de Ceuta, Avenida de Berna, percorrendo o Túnel João XXI em direcção às Olaias.

Contudo, "o caminho que naturalmente fazemos" é através da Ribeira das Naus, disse.

Outra das alterações daquela zona é que, como na Ribeira das Naus apenas poderão passar carros de transporte individual, a Rua do Arsenal ficará reservada a transportes públicos.

Os restantes transportes pesados estão interditos desde o entroncamento com a Avenida Infante Santo.

Nos períodos em que a avenida estará fechada, os veículos de transporte individual poderão circular na Rua do Arsenal.

Lusa/SOL