Desporto

FIFA começa a afastar o Mundial 2022 do Qatar

O Mundial de Futebol de 2022 não irá realizar-se no Qatar. A justificação é o clima e as temperaturas altas existentes naquele país (que podem chegar facilmente aos 40 graus), disse nesta segunda-feira Theo Zwanziger, membro do Comité Executivo da FIFA.

“Eu penso que o Mundial 2022 não irá realiza-se no Qatar”, afirmou Zwanziger ao jornal alemão Sport Bild.

“Os médicos dizem que não aceitam qualquer responsabilidade caso o Mundial de futebol se realize naquelas condições”, acrescentou o antigo presidente da Federação ALemã de Futebol (DFB), agora membro da FIFA, que atribuiu ao Qatar em 2010 a organização do Campeonato do Mundo.

Apesar do Qatar ter insistido no facto de existirem condições para a realização de um Mundial de futebol durante o Verão – graças às tecnologias de arrefecimento que estão a ser construídas nos estádios, nas áreas de treino e nas zonas de adeptos -, existem muitas preocupações quanto à saúde dos jogadores e do próprio público.

“Eles podem conseguir arrefecer os estádios, mas um Mundial não se realiza apenas naqueles sítios”, afirmou Zwanziger.

Um estádio a ser construído no meio do deserto     Philip Lange/Shutterstock

 

“Virão fãs de todo o Mundo [até ao Qatar] e terão de se sujeitar a este calor. O primeiro caso crítico que surgir irá espoletar uma investigação judicial. E isso é algo que a A FIFA não quer ter de responder”, acrescentou.

Tanto a FIFA como a organização do Mundial no Qatar têm evitado questões relacionadas com corrupção desde que, em 2010, o país foi nomeado para receber a competição. O Qatar tem sido também severamente criticado ao longo dos anos pelas condições que oferece aos trabalhadores migrantes no pequeno mas abastado Golfo.

SOL