Desporto

Fernando Gomes recusa influência de Ronaldo na saída de Paulo Bento

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol recusou esta quarta-feira categoricamente que Cristiano Ronaldo tivesse tido influência na saída de Paulo Bento do cargo de seleccionador. “Em momento algum tomo decisões deste tipo através da influência de qualquer jogador” garantiu Fernando Gomes. 

Gomes, ao final da manhã durante a apresentação de Fernando Santos como o novo treinador da selecção, explicou que tinha mudado de ideias quando Paulo Bento lhe disse que as suas condições enquanto seleccionador “se tinham alterado”, dando a entender que não tinha condições para continuar.

E puxou também para si as culpas pelo mau resultado de Portugal no Campeonato do Mundo no Brasil: “Todos nós não fomos suficientemente competentes para que tivéssemos outro resultado”.

Sobre a questão que mais tem sido levantada desde que o nome de Fernando Santos começou a circular como sucessor de Bento – o castigo de oito jogos imposto pela FIFA – explicou que a Federação está a tratar do assunto desde 31 de Julho, já que “quando foi notificado” o novo treinador entrou em contacto com a Federação, pedindo a sua colaboração. 

Ilídio Vale que hoje foi confirmado pela FPF como adjunto do seleccionador, “é a solução” enquanto Santos estiver impedido. “Com este reforço estamos convencidos que esse impedimento [Santos não se poder sentar no banco] será ultrapassado” finalizou Gomes.