Internacional

Cidadão francês raptado na Argélia decapitado

O movimento argelino Jund al-Khilafa, ligado ao Estado Islâmico, divulgou esta quarta-feira um vídeo, cujas imagens exibem a decapitação de Hervé Gourdel, avançou a France Press.


O Presidente francês já se pronunciou. " Hervé Gourdel foi assassinado cobardemente ", afirmou Hollande. 

No vídeo, intitulado ‘Mensagem de sangue para o Governo francês’, os jihadistas reivindicam a decapitação de Hervé Gourdel, de 55 anos. As imagens ainda não foram autentificadas pelas autoridades. 

O francês, turista e guia, tinha sido raptado no domingo na Argélia. No dia seguinte, o grupo terrorista lançou um ultimato à França, exigindo o fim dos ataques da aviação francesa no Iraque contra o Estado Islâmico. Se a ordem não fosse acatada por Paris em 24 horas, o refém seria morto.

O Presidente François Hollande recusou o ultimato na terça-feira e pronunciou-se hoje sobre a morte de Gourdel, dizendo que este tinha sido “cobardemente”  assassinado.