Politica

Campanha de Seguro recusa comentar resultados que dão vantagem a Costa

Os primeiros resultados colocam António Costa em vantagem mas a campanha de António José Seguro recusa-se a comentá-los. Confrontado pelos jornalistas com números divulgados na sede costista, João Proença, director de campanha de Seguro, diz que "as candidaturas divulgam os resultados que lhes convêm", acrescentando que os dados que conhece são de um "universo extremamente reduzido de eleitores". 

Também não arriscou previsões sobre o vencedor. "Não fazemos previsões antes de conhecer os resultados", disse.

Proença falava depois de Jorge Coelho, o responsável pela comissão eleitoral, ter-se dirigido aos jornalistas, para saudar o nível de participação nas eleições e adiar para mais tarde, sem arriscar uma hora, o anúncio dos resultados das primárias do PS. No entanto, mesmo antes da comunicação de Coelho, chegavam à comunicação social informações de resultados provisórios que colocam António Costa com mais de 40 mil votos, contra 15 mil de Seguro.

Para o director de campanha de Seguro, porém, o melhor é esperar pelos resultados das federações, pois os números que as candidaturas possuem "são enviadas pelas secções", não sendo significativas do universo eleitoral.

O dirigente socialista começou por dizer que "o dia de hoje que foi uma autêntica festa para a democracia", realçando que as primárias foram uma "iniciativa do secretário-geral do PS".

manuel.a.magalhaes@sol.pt