Politica

Funções do sec. de Estado das Florestas serão assumidas pela equipa de Cristas

As funções do secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, que foi hoje exonerado a seu pedido “serão assumidas internamente” pela ministra da Agricultura e Mar, Assunção Cristas, e restantes secretários de Estado, segundo uma nota oficial.

Com a saída de Francisco Gomes da Silva, a equipa de Assunção Cristas fica reduzida a três secretários de Estado: José Diogo Albuquerque (Agricultura), Manuel Pinto de Abreu (Mar) e Nuno Vieira e Brito (Alimentação e Investigação Agroalimentar).

A nota do Ministério da Agricultura e Mar adianta que Francisco Gomes da Silva pediu a exoneração “por motivos de ordem estritamente pessoal” e acrescenta que a ministra “lamenta a decisão e salienta as qualidades pessoais, humanas e profissionais” do secretário de Estado demissionário.

“Ao longo deste período de colaboração intensa posso destacar a enorme qualidade profissional e a excelência do trabalho do professor Francisco Gomes da Silva. A área das Florestas e o Desenvolvimento Rural são áreas fundamentais para o nosso país e continuarão certamente a estar na linha da frente do ministério por mim dirigido”, salienta Assunção Cristas, na nota de imprensa.

Francisco Gomes da Silva tomou posse no cargo a 01 de Fevereiro de 2013, em substituição de Daniel Campelo.

De acordo com o perfil ainda disponível no Portal do Governo, Francisco Gomes da Silva nasceu em 1963. Doutorou-se em Agronomia em 1998, no Instituto Superior de Agronomia (ISA), depois de ter feito a componente lectiva do curso de mestrado em Gestão Estratégica e Desenvolvimento Empresarial, em 1990, no ISCTE, e de se ter licenciado em Engenharia Agronómica, em 1987, também no ISA.

Docente do Instituto Superior de Agronomia desde Julho de 1987, Gomes da Silva foi ainda assessor do gabinete da ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, Assunção Cristas, entre 2011 e 2012.

Lusa/SOL