Internacional

Angola e Venezuela no Conselho de Segurança da ONU

Luanda e Caracas conquistaram um assento não permanente no Conselho de Segurança (CS) das Nações Unidas. 

Lusa  

Angola obteve 190 votos entre os 193 membros da assembleia-geral da ONU, esta quinta-feira em Nova Iorque. Foi o mais votado entre os países que concorriam às cinco vagas disponíveis.

O mandato angolano começa a 1 de Janeiro de 2015 e tem a duração de dois anos.

Foram também eleitos para o organismo a Venezuela, a Malásia, a Nova Zelândia e Espanha. A Turquia, igualmente candidata a um lugar, não conseguiu reunir apoios suficientes.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas é um órgão responsável pela manutenção da paz e da segurança internacional. Pode autorizar acções militares e missões de paz, decretar sanções, e é a única entidade do sistema das Nações Unidas com o poder de emitir resoluções de carácter obrigatório.

Quinze países integram o CS, cinco dos quais a título permanente e com direito de veto: Estados Unidos, Rússia, China, França e Reino Unido.

Angola, Venezuela, Malásia, Nova Zelândia e Espanha juntam-se agora aos cinco outros membros não permanentes do conselho: Chade, Chile, Jordânia, Lituânia e Nigéria.

pedro.guerreiro@sol.pt