Sociedade

Vento na Madeira obriga a desvio de oito aviões

O vento que se faz sentir no Aeroporto da Madeira obrigou, esta manhã, ao desvio de oito aviões, quatro dos quais estão, neste momento, a aguardar por melhorias do estado do tempo no aeroporto do Porto Santo.

Um dos aparelhos é da Transavia, que fazia a ligação Porto/Funchal e os outros três são de companhias charters estrangeiras.

Os voos da EasyJet e da TAP que vinham de Lisboa foram forçados a regressar à capital, enquanto o voo da TAP Londres/Funchal foi encaminhado para Lisboa.

Outro voo, com origem em Copenhaga, na Dinamarca, aguarda em Canárias por uma melhoria do estado do tempo na Madeira.

Nesta altura há dezenas de passageiros que aguardam no Aeroporto da Madeira.

De acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o vento deve começar a abrandar logo à tarde.

A Madeira continua com 'aviso amarelo', pelo menos até às 24 horas, com períodos de chuva ou aguaceiros por vezes fortes e acompanhados de trovoada; vento forte com rajadas até 80 km/h, nas zonas montanhosas rajadas até 110 km/h; e costa norte com ondas de noroeste com 4 metros e costa sul com ondas de sudoeste de 4 a 4,5 metros.