Desporto

Maratonistas falham desvio e apanham metropolitano para a meta

Suresh Kumar Patel, Inderjit Patel e Soji Mathew seguiam bem na frente da corrida, sendo os favoritos para vencer a Meia Maratona de Bangalore, na Índia. O carro que os guiava falhou um desvio e quando a organização detectou o erro já era tarde demais. Os atletas tiveram de pedir 20 rupias cada (1,5 cêntimos) a pessoas da assistência e apanharam o metropolitano para a meta.

A Maratona de Bangalore, no Sul da Índia, decorreu este domingo e já se previam falhas há algum tempo, tanto que vários corredores de topo internacionais, entre os quais o etíope Haile Gebrselassie, antigo recordista mundial, recusaram participar. Decisão acertada, como se veio a provar durante a prova da meia maratona em masculinos. 

O carro piloto não viu o desvio para a meta da meia maratona aos 16 quilómetros, pelo que continuou no trajecto da maratona, seguido pelos três corredores da frente. Já estavam a ultrapassar os 20 quilómetros quando os organizadores avisaram do erro no percurso. Sabendo que tinham de correr quatro quilómetros para trás e outros quatro para terminar, desistiram da prova. E por terem apenas o equipamento vestido, ainda tiveram de pedir dinheiro a espectadores para chegarem à meta. Já na prova feminina, com as líderes um pouco mais atrás, a falha foi impedida a tempo.
 
“Estava à espera de ficar abaixo de 1h03m”, disse ao jornal Times of India Suresh Patel – que ainda na semana passada venceu a meia maratona de Deli e ficou em 6º nos últimos Jogos Asiáticos – , “não estou chateado por perder o prémio, mas é frustrante termos sofrido esta humilhação”. Não se sabe se Patel conseguiria cumprir o objectivo de tempo e vencer, mas os três atletas que acabaram por ocupar o pódio oficial da Meia Maratona de Bangalore demoraram mais de 1h11m a cortar a meta.

emanuel.costa@sol.pt