Internacional

Monica Lewinsky diz ter sido a primeira vítima de 'cyber-bulling'

A antiga estagiária da Casa Branca Monica Lewinsky disse na segunda-feira que foi uma das primeiras vítimas de 'cyber-bulling', depois de se ter apaixonado pelo antigo Presidente Bill Clinton.

A antiga estagiária da Casa Branca Monica Lewinsky disse na segunda-feira que foi uma das primeiras vítimas de 'cyber-bulling', depois de se ter apaixonado pelo antigo Presidente Bill Clinton.

Num discurso emocionado na inauguração de uma cimeira da Forbes em Filadélfia, a antiga estagiária da Casa Branca, hoje com 41 anos, recordou o escândalo sexual com Bill Clinton em 1998, ao anunciar uma campanha para acabar com o 'bullying online'.

Monica Lewinsky disse à plateia que ela foi "a primeira pessoa a ter a sua reputação completamente destruída a nível mundial através da Internet".

"Eu fui a primeira vítima", afirmou.

"Na altura não havia Facebook, Twitter ou Instagram. Mas havia rumores, sites de notícias de entretenimento cheios de colunas sociais e emails que podiam ser enviados", disse.

Monica Lewinsky afirmou que ganhou motivação para uma campanha contra o 'cyber-bulling' depois de, em 2010, um caloiro de 18 anos se ter suicidado depois de ser 'perseguido' na internet por ter sido secretamente filmado ao beijar outro homem.

Lewinsky aderiu entretanto ao Twitter, e no seu perfil, em @MonicaLewinsky, autodescreve-se como activista social, oradora e colaboradora da revista Vanity Fair.

Lusa/SOL