Sociedade

UE quer menos 40% de emissões de gases com efeito de estufa até 2030

Os líderes dos 28 países da União Europeia decidiram reduzir as emissões de gases com efeito de estufa em pelo menos 40% até 2030 em relação aos níveis de 1990.

    Temas

  • UE

O acordo foi atingido após oito horas de negociações sobre a Energia e Clima, numa cimeira ontem realizada e que terminou já de madrugada em Bruxelas.

Subir para 27% da energia consumida a energia proveniente de renováveis e reduzir o consumo energético em pelo menos 27% são as outras duas metas fixadas na cimeira, que se prolonga hoje e da qual resultam as novas metas europeias relativas à política climática e energética na UE até 2030.

Portugal entrou para o encontro com a ameaça de bloquear o pacote do clima e energia, caso não fosse aprovada pelos Estados-membros um objectivo para interligações na rede eléctrica, que possibilitem ao país exportar energia renovável para o resto da Europa.

“Se queremos um mercado interno de energia, esse mercado não pode terminar nos Pirenéus”, disse o ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Moreira da Silva. As exigências do Governo português foram satisfeitas pelos outros Estados-membros, que aceitaram desenvolver o mercado de transferência de energia entre países, estabelecendo uma meta de 15% para as interligações energéticas.

A Europa é responsável por um décimo das emissões de gases com efeito de estufa do mundo e cumpriu já a meta de reduzir as suas emissões em 20% até 2020.

Os especialistas europeus em clima insistem, contudo, que é necessário reduzir as emissões de gases em 80% até 2050.

 

 

Os comentários estão desactivados.