Economia

BCP reduz prejuízos ate Setembro para 98,3 milhões

O BCP registou prejuízos de 98,3 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, melhorando em 83,6% os resultados deste período. Até Setembro de 2013, o banco tinha tido perdas de 597,3 milhões de euros.

As contas foram divulgadas hoje, após a publicação dos resultados dos testes de stresse, nos quais o BCP chumbou.

No comunicado enviado à CMVM, a instituição liderada por Nuno Amado indica que, entre Janeiro e Setembro deste ano, o produto bancário subiu 37% face a igual período do ano passado. E a operação internacional contribuiu com mais 15,1%. Já os custos operacionais reduziram 3,4%.

"O Conselho de Administração está confiante de que as medidas já decididas pelo Banco em 2014, que não foram consideradas no exercício por razões metodológicas (dado a data de referência ser 31 de Dezembro de 2013), permitem superar, na sua totalidade, as necessidades de capital decorrentes do cenário adverso, não equacionando, por não ser necessário, qualquer aumento de capital ou a venda forçada de participações estratégicas", reitera no comunicado.

ana.serafim@sol.pt