Internacional

Pena de morte para capitão do navio que naufragou na Coreia

A procuradoria-geral sul-coreana pede a pena de morte para Lee Joon-seuk, o capitão do Sewol, o ferry que adernou na costa sul do país, matando pelo menos 294 pessoas.

O desastre aconteceu a 16 de Abril. A quase totalidade das vítimas eram alunos do ensino secundário que viajavam em visita de estudo.

Agora, a justiça pede a pena capital para o capitão do navio e prisão perpétua para três outros membros da tripulação. Em causa está a ausência de esforços para salvar os passageiros do ferry em tempo útil.

Há 17 anos que a pena de morte não é aplicada na Coreia do Sul.