Cultura

Wim Wenders e Bertolucci premeiam Gonçalo Tocha

O realizador português Gonçalo Tocha ganhou o primeiro prémio do concurso internacional Action4Climate com a curta-metragem “The Trail of a Tale”. A distinção, criada pela Connect4Climate (programa global dedicado à comunicação das alterações climáticas), é no valor de 15 mil dólares e foi atribuída por um júri presidido por Bernardo Bertolucci, e que inclui ainda cineastas como Wim Wenders, Fernando Meirelles, Mira Nair, Atom Egoyan, Mika Kaurismaki e Walter Salles.


A história de “The Trail of a Tale” gira em torno de uma carta escrita no futuro sobre como se deu a transição da actual sociedade para um mundo sem petróleo e foi inspirada num relatório que a organização Imagine 2020 divulgou este ano sobre, exactamente, essa possibilidade.

Para concretizar o projecto, Gonçalo Tocha contou com a colaboração do street artist ±MAISMENOS± e da New Economics Foundation (NEF). “Estou extremamente orgulhoso por ser o vencedor do Action4Climate e espero sinceramente que o meu filme ajude a perceber que temos de agir agora para proteger o nosso futuro”, reagiu o realizador ao prémio, divulgado hoje ao início da noite em Copenhaga.

Autor de filmes como “É na Terra, Não é na Lua”, “Balaou” e “A Mãe e o Mar”, o realizador adiantou ainda ao SOL que “The Trail of a Tale” foi seleccionado entre mais de 200 candidaturas, provenientes de 70 países diferentes.

Dobrin Kashavelov, da Bulgária, venceu o segundo prémio, no valor de 10 mil dólares, com “Global Warning”, um filme sobre os efeitos catastróficos do furacão Haiyen nas Filipinas. O terceiro prémio, no valor de 5 mil dólares, foi atribuído ao realizador norte-americano Nathan Dappen, pelo seu filme “Snows of the Nile”, documentário que narra as aventuras de Nathan no desvendar do desaparecimento acelerado dos glaciares do Uganda conhecidos por “montanhas da lua”.

 

alexandra.ho@sol.pt

Os comentários estão desactivados.