Economia

Draghi nega divisão "norte-sul" sobre orientações do BCE

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse hoje não haver uma divisão entre países do norte e do sul sobre as orientações da entidade, embora reconheça existirem "diferentes pontos de vista".

"É relativamente normal" haver diferentes visões sobre as políticas do banco central, assinalou Draghi, que desmentiu, todavia, uma divisão entre países do norte e do sul.

O presidente do BCE falava em conferência de imprensa depois de o Conselho de Governadores da entidade ter decidido hoje manter a taxa de juro directora na zona euro nos 0,05%, um mínimo histórico.

Uma das polémicas que a imprensa noticiava que dividia diferentes governadores do continente europeu prendia-se com o balanço do BCE, que Draghi disse hoje que caminha para os níveis de 2012, de cerca de três biliões de euros.

A decisão de hoje de manutenção da taxa de juro directora não surpreendeu e já havia sido antecipada pelos analistas.

Foi a 04 de Setembro que o BCE reduziu a taxa de juro directora para os 0,05%, decisão hoje revalidada.

Lusa/SOL