Cultura

O Elefante de Saramago em viagem de BD

A adaptação de “A Viagem do Elefante” de José Saramago para banda desenhada é o que propõe João Amaral num livro a publicar no dia 17 pela Porto Editora.


“Li a obra em poucos dias e na minha mente começaram logo a fervilhar imagens, ao mesmo tempo que ia ficando cada vez mais maravilhado com as personagens que iam entrando e saindo, conferindo elas próprias notáveis retratos da condição humana”, diz João Amaral no seu blogue.

A metáfora da vida humana foi precisamente um dos aspectos que mais agradou ao autor. "Quando uma pessoa se põe a pensar no destino do elefante - que, depois de tudo aquilo, acaba de uma maneira quase humilhante, aquelas patas que o sustentaram durante milhares de quilómetros são transformadas em objectos, ainda por cima de mau gosto - no fundo, é a vida de todos nós. Nós acabamos, morremos, em circunstâncias que são diferentes umas das outras, mas no fundo tudo se resume a isso", afirmou João Amaral à agência Lusa.

O autor do livro, no qual Saramago aparece ilustrado enquanto narrador, demorou cerca de dois anos a concretizar a jornada do elefante Salomão em banda desenhada.

"Há quem pense que uma adaptação é só pegar nas palavras do autor, mas há coisas que na literatura funcionam de uma maneira que depois não funciona em banda desenhada. Tenho muitas sequências de silêncio, que no livro são palavras".

O autor de BD já publicou no seu blogue algumas das ilustrações incluídas no livro, que diz ser o mais longo que já fez (cerca de 120 páginas).

João Amaral, nascido em Lisboa em 1966, já trabalhou na área do jornalismo e da publicidade. Da obra publicada fazem parte a adaptação para BD do romance "A Voz dos Deuses", de João Aguiar, em conjunto com Rui Carlos Cunha, e a BD "As Cinzas da Revolta", assinando como Jhion, com argumento de Miguel Peres, tendo colaborado também com a revista “A Rua Sésamo”.

“A Viagem do Elefante” também já foi adaptado para um espectáculo de teatro de rua, produzido pelo Trigo Limpo Teatro ACERT, já apresentado em várias cidades portuguesas.

simoneta.vicente@sol.pt

Os comentários estão desactivados.