Internacional

Chineses em polémica imobiliária também na Austrália

Não se trata de vistos gold suspeitos, mas de um investimento milionário que está a gerar polémica na Austrália. Um empresário local, de origem chinesa, quer construir um parque temático – Chappypie China Time – inspirado nas tradições da China a uma hora de Sydney.

DR
DR
DR

Bruce Zhong, um antigo jornalista, prometeu pagar 10 milhões de dólares australianos (sete milhões de euros), pelos 15,7 hectares de terrenos municipais em Warnervale. É lá, 100 km a Norte de Sydney, que quer erguer o seu projecto megalómano no valor total de 500 milhões de dólares, quase 350 milhões de euros. No entanto, a população local duvida que o dinheiro dos terrenos chegue na totalidade e que o parque – com doze fases a inaugurar entre 2016 e 2020 – veja alguma vez a luz do dia.

Opinião diferente tem o Mayor da região, Doug Eaton, tendo afirmado já à imprensa local que o parque temático “vai rivalizar em popularidade com a Ópera de Sydney ou a Harbour Bridge”, duas das maiores atracções turísticas da cidade. Outro aspecto que causa estranheza a muitas pessoas é o facto de a Austrália ter uma grande comunidade chinesa, sendo as tradições do país asiático bem conhecidas através dos seus bairros, semelhantes às chinatowns americanas ou europeias.

O parque Chappypie China Time terá 12 zonas distintas e pretende juntar diversões como montanhas russas ou carrosséis a espectáculos culturais e aspectos ambientais e da natureza. Uma das experiências propostas, por exemplo, é o ‘Paraíso Panda’, uma zona verde com centenas de estátuas de pandas, para “criar harmonia entre os visitantes e o animal”.

O ‘Portão Meridiano’, o ‘Templo de Acção de Graças’ e o ‘Barco do Tesouro de Zheng He’ são algumas das outras áreas de diversões. Também haverá lojas, artesanato, figuras mascaradas a interagir com os visitantes (como nos parques Disney) e até um rio que atravessa todo o parque temático e pode ser percorrido num barco dragão.

emanuel.costa@sol.pt