Sociedade

Chefe do SIS envolvido no caso dos vistos gold

O director do Serviço de Informações e Segurança (SIS) e dois funcionários do organismo foram apanhados pela Polícia Judiciária a entrar no gabinete de António Figueiredo, presidente do Instituto dos Registos e Notariado (IRN) e um dos principais suspeitos dos vistos gold, para o ajudar a verificar se estava sob escuta da PJ, avança o Expresso.


Os inspectores da PJ foram fotografados e identificados. Um deles era Horácio Pinto – o director do SIS procurava escutas judiciais a pedido do suspeito, explica a mesma publicação.

O site Observador avança que Horácio Pinto saiu do cargo há duas semanas, estando o primeiro-ministro à procura de um substituto para o cargo.

 

Os comentários estão desactivados.