Sociedade

Crato marca prova de professores para dia 20 de Dezembro

A Fenprof diz que o Ministério da Educação está a preparar a realização de uma nova prova de avaliação de conhecimentos e capacidades (PAAC) para os professores contratados no dia 20 de Dezembro. Em comunicado, a organização sindical acusa a tutela de avançar com uma nova data para esta polémica prova sem resolver “os problemas que criou com as anteriores edições da PAAC”. Ou seja, sem atender aos professores que não puderam concorrer a um lugar numa escola porque faltaram à prova por motivos alheios à sua vontade, por exemplo, por doença.


A organização sindical acusa o gabinete de Nuno Crato de estar a preparar a prova em segredo e desta vez com recurso às instituições de ensino superior, com quem já terá encetado contactos para apurar desta disponibilidade. O que seria uma forma de contornar as greves e os protestos que ocorreram nas edições anteriores e que impediram a realização da prova para a totalidade dos docentes abrangidos. Recorde-se que na primeira edição deste exame, a 18 de Dezembro do ano passado, cerca de 40% dos contratados não a fizeram porque os sindicatos convocaram greves para esse dia e alguns professores boicotaram a iniciativa.

A prova foi remarcada para Julho mas nem todos os contratados com menos de cinco anos de serviço, para quem a PAAC é obrigatória, a realizaram. Os que não a fizeram, por opção mas também por impossibilidade, segundo denunciam os sindicatos, foram excluídos das listas de concursos para este ano lectivo, ficando impossibilitados de dar aulas.

A Fenprof diz que “a qualidade do desempenho docente não resulta deste tipo de prova; garante-se através de uma exigente formação inicial, da existência de uma adequada formação contínua e de um modelo de avaliação do desempenho que seja, efectivamente, formativa".

rita.carvalho@sol.pt

Os comentários estão desactivados.