Internacional

Japão entra em recessão, PM equaciona demitir-se

O primeiro-ministro japonês Shinzo Abe pode estar a horas de pedir a demissão e de convocar eleições antecipadas. A economia voltou a encolher no terceiro trimestre e o país entrou em recessão. Uma notícia supreendente que teve como primeiras consequências a queda do iene (para o valor mais baixo em sete anos) e da bolsa de valores de Tóquio. 

Os analistas culpam a subida da taxa do consumo (o equivalente ao IVA) de 5% para 8%, uma medida que entrou em vigor em Abril com o objectivo de tentar controlar a dívida pública.

Era intenção do Governo voltar a subir essa taxa em Outubro de 2015 de 8% para 10%, uma medida que deverá ficar congelada.

Estes dados põem em causa a política do Governo (Abenomics, como ficou crismado), uma mistura de estímulos fiscais, quantitative easing (impressão de dinheiro) e de reformas para que a terceira maior economia mundial volte ao crescimento.

cesar.avo@sol.pt