Politica

BE reconhece que nova ministra tem um 'curriculum notável'

O BE salientou hoje o curriculum de Anabela Rodrigues e o facto de ser uma mulher à frente do Ministério da Administração Interna, onde chega num contexto de "descrédito" do Governo, esperando-a dossiês de "enorme complexidade".

"Queremos sublinhar que tem um curriculum notável e que surge num contexto muitíssimo conturbado e de descrédito do próprio Governo" afirmou a deputada Cecília Honório aos jornalistas no Parlamento, frisando também o facto de Anabela Rodrigues ser "uma mulher num Governo que tem tão poucas".

O BE desejava uma "uma remodelação mais alargada de um Governo que neste momento está a desfazer-se e tem a sua credibilidade em causa", salientando que a nova ministra terá em mãos dossiês "de uma enorme complexidade". 

"A Administração Interna tem um orçamento fortemente condicionado, as condições laborais das forças de segurança, o horário de trabalho, as negociações dos estatutos profissionais, são matérias muito delicadas que estavam em curso e são de uma enorme exigência. E o BE cá estará para fazer essa avaliação política", prometeu.

O Presidente da República aceitou hoje a nomeação, proposta pelo primeiro-ministro, da professora universitária Anabela Rodrigues para o cargo de ministro da Administração Interna, em substituição de Miguel Macedo, que anunciou a sua demissão no domingo.

Lusa/SOL