Sociedade

Ventos fortes condicionam movimento no Aeroporto da Madeira

Os ventos fortes continuam a condicionar hoje o movimento no Aeroporto da Madeira, tendo sido cancelados três voos, entre os quais a ligação semanal com Caracas, disse fonte aeroportuária.

Segundo a mesma fonte, foram canceladas as chegadas do voo da TAP 172 com origem em Caracas e correspondente partida, bem como o voo TP 1711 com origem no Porto.

Também os passageiros do voo da Easyjet 7602, das 09:20, com destino a Lisboa, foram informados, depois de terem efectuado o 'check-in' que o voo fora cancelado e reprogramado para segunda-feira.

A mesma fonte salientou que "o movimento está condicionado devido aos ventos fortes", acrescentando que alguns aviões "têm conseguido aterrar, aproveitando as abertas".

Na noite de sábado estas condições atmosféricas também provocaram o cancelamento de cinco ligações aéreas.

Devido ao mau tempo no mar, a Capitania do Porto do Funchal, prolongou o aviso de agitação marítima forte nos mares da Madeira até as 18:00 de hoje, recomendando que todas as embarcações permaneçam nos portos de abrigo.

Por isso, a Porto Santo Line, proprietária do 'Lobo Marinho', o navio que assegura as ligações marítimas entre a Madeira e o Porto Santo, decidiu cancelar a viagem de hoje, o que afectou cerca de 200 passageiros.

O comandante do navio, João Bela, adiantou à Lusa que os 153 passageiros que tinham programado efectuar a ligação Porto Santo-Funchal ao final da noite de hoje foram avisados e optaram por antecipar a viagem para sábado, admitindo que "efectuou a manobra mais difícil, na saída do porto de abrigo do Porto Santo, dos últimos 20 anos".

Várias corporações de bombeiros estiveram ocupadas sobretudo com quedas de árvores, para desobstruir as estradas, tendo, no Funchal, provocado estragos em algumas viaturas, mas sem causar danos pessoais.

O Instituto do Mar e da Atmosfera colocou hoje o arquipélago da Madeira sob aviso laranja (o segundo mais grave numa escala de quatro) para agitação marítima forte, com ondas até os seis metros, até às 15:00, que passa a aviso amarelo até às 06:00 de segunda-feira.

O mesmo aviso do IPMA abrange a situação do vento nas regiões montanhosas, com previsões de rajadas na ordem dos 120 quilómetros/hora até às 11:00, passando a amarelo até às 21:00

Também emitiu o aviso amarelo para precipitação, com aguaceiros por vezes fortes até às 11:00.

Lusa/SOL