Internacional

Estrela de Bollywood condenada a 26 anos de prisão por blasfémia contra o Islão

A apresentadora e actriz de Bollywood Veena Malik foi condenada, na terça-feira, a 26 anos de prisão por um tribunal paquistanês depois de ter interpretado uma cena inspirada no casamento da filha do profeta Maomé, para um programa de televisão.


Também o marido de Malik e o dono do grupo televisivo que transmitiram o programa também foram condenados, avança o jornal inglês Guardian. Os três terão de entregar o passaporte e de pagar cerca de dez mil euros.

Na cena em questão, Malik recriava o seu próprio casamento com o empresário Asad Bashir Khan, ao som de uma música religiosa. O canal de televisão, Geo TV, recebeu vários processos por blasfémia contra o canal, a actriz e o marido.  

No dia 26 de Maio, o dirigente de uma organização muçulmana fez uma queixa formal, argumentando que a cena denegria a imagem da família do profeta.

Segundo o jornal inglês, o canal de televisão emitiu um pedido de desculpas e o casal saiu do país, durante a investigação.

Para além da condenação – feita sob a Lei Anti-Terrorista -, o tribunal deu ordens à polícia para vender os bens do casal.

“O acto malicioso magoou os sentimentos de todos os Muçulmanos no país, algo que não pode ser encarado de maneira leve. É preciso parar com esta tendência”, lê-se no despacho, citado pelo Guardian.

No Dubai, Veena Malik afirmou que irá regressar ao Paquistão para contestar a decisão.

O vídeo da cena do casamento

SOL