Politica

Costa cumprimenta Seguro para mostrar unidade

Pela primeira vez António Costa mencionou António José Seguro para puxar pela unidade do PS, num Congresso que quer de pacificação.

“Por fim ou talvez primeiro quer dar uma saudação muitíssimo especial à camarada Maria de Belém que, de forma exemplar, soube assegurar a transição entre lideranças do PS e nela cumprimento todas e todos os camaradas que integraram a anterior direcção e, em particular, o anterior secretário-geral, António José Seguro”, disse Costa. 

A anterior Presidente do partido foi o principal entrave quando Costa queria antecipar o Congresso em vez de partir para as eleições primárias, recebendo na altura críticas de vários costistas. Mas agora Costa agarra Maria de Belém e cumprimenta o anterior secretário-geral para mostrar que o partido está unido. “Contra aquilo que muitos temiam, muitos recearam e vaticinaram, o PS não saiu dividido, fragilizado, enfraquecido. Saiu mais forte, mais unido”, garante o secretário-geral. 

sonia.cerdeira@sol.pt