Internacional

Os Combatentes do Ébola eleitos 'Pessoa do Ano 2014'


 

A Time elegeu para 'Pessoa do Ano' de 2014 não uma, mas um grupo de pessoas: Os Combatentes do Ébola.

Num vídeo e texto publicados no site da revista, a editora Nancy Gibbs justificou esta escolha “pelos seus incansáveis actos de coragem e misericórdia, por darem ao mundo tempo para reforçar as suas defesas, pelos riscos que correram e pelas vidas que salvaram”.

A Time destaca ainda pessoas que ilustram estes combatentes. O médico Jerry Brown, que gere um hospital em Monróvia (Libéria) e que muito cedo criou uma unidade para tratar os doentes de ébola. Refere ainda o condutor de uma ambulância e sobrevivente do vírus, Foday Gallah, que se disponibilizou a doar o seu sangue.

Outro dos sobreviventes destacado é o médico norte-americano Kent Brantly que contraiu ébola enquanto voluntário num hospital em Monróvia e que regressou aos EUA para se tratar. O médico descreve a dor consequente da doença como  “se estivessem a ‘rebentar’ a cabeça com um machado”. E tantos outros médicos, enfermeiros, funcionários de vário hospitais clínicas e organizações  ligadas à saúde que de tudo fizeram para tratar, ajudar e conter este vírus.

“Ébola é uma guerra, e um alerta. O sistema mundial de saúde não está nem de perto nem de longe capaz de nos manter a salvo desta doença infecciosa, e ‘nós’ significa toda a gente. Não apenas aqueles que vivem em locais remotos, em que esta é apenas mais uma ameaça no seu dia-a-dia. O resto do mundo pode dormir descansado porque um grupo de homens e mulheres estão dispostos a lutar”, pode ler-se no site.

Fica o vídeo da editora da revista Time.