Politica

Seis pretendentes ao lugar de Jardim

Amanhã há eleições históricas no PSD-Madeira. Pela primeira vez seis candidatos disputam a sucessão de Alberto João Jardim.

Os resultados e a decisão sobre quem passará à segunda volta (29 de Dezembro) serão conhecidos a partir das 22h30 de amanhã, hora e meia após o fecho das urnas.

Não havendo um vencedor com mais de 50% dos votos dos cerca de 7 mil militantes inscritos, é certa a segunda volta, apesar do desejo de Jardim era “resolver as coisas” à primeira volta para evitar mais desgaste do partido.

Segundo o Conselho de Jurisdição do PSD-M, o processo eleitoral está oleado e o seu presidente, o advogado e deputado José Prada, assim como dois outros juristas, acompanharão de perto toda a jornada eleitoral.

Organizado pelo Secretariado do partido, a votação decorrerá em todas as sedes de freguesia do PSD-M.

A votação abre às 16 horas e encerra cinco horas depois, às 21 horas.

As seis candidaturas disporão de delegados em todas as mesas de voto, nas 54 freguesias da Madeira.

Todas as candidaturas terão delegados na sede principal do partido, à Rua dos Netos, no Funchal, para onde serão enviados os resultados das freguesias.

Todas as comissões de freguesia do PSD-M dispõem de fax e de acesso computadorizado para envio dos resultados para a sede.

Se não se verificarem incidentes, o Conselho de Jurisdição estará em condições de anunciar, pelas 22h30, os resultados finais da votação.

Se surgirem reclamações terão de ser apresentadas por escrito ao Conselho de Jurisdição, que as analisará e decidirá no devido tempo.

Até ontem não havia qualquer indício de impugnações, apenas solicitação de esclarecimentos a que os membros do Conselho de Jurisdição responderam.

Nos últimos dias, Secretariado e Conselho de Jurisdição reuniram diversas vezes, tendo emitido diversas recomendações às candidaturas.

Na corrida à liderança do PSD-M estão Miguel Albuquerque, Manuel António Correia, João Cunha e Silva, Miguel de Sousa, Sérgio Marques e Jaime Ramos.