Economia

Carlos Tavares afasta sede da Peugeot Citroën de Paris

A PSA Peugeot Citroën poderá estar de saída do centro de Paris, depois de 50 anos junto ao Arco do Triunfo, mudando para os subúrbios. Poupar nos custos dos escritórios centrais do grupo presidido pelo português Carlos Tavares é um dos objectivos da medida, que está ainda em estudo, segundo a Bloomberg.


A agência de notícias avançou esta quarta-feira, citando uma fonte próxima do processo, que a proposta foi apresentada esta semana ao conselho de supervisão da empresa. A ser efectivada, a mudança de instalações deverá acontecer nos próximos dois anos. Cerca de 1.500 trabalhadores serão colocados nas instalações da fábrica de Poissy, a cerca de 25 km do centro de Paris. Outros 500 funcionários irão para outras instalações nos arredores da capital francesa, que ainda não foram definidas.

A sede da PSA, na Avenue de la Grande Armée, está a apenas algumas centenas de metros do Arco do triunfo. No seguimento de planos de restruturação que já foram, e continuam a ser, implementados, o edifício foi vendido em 2012 por cerca de 250 milhões de euros. Desde então a PSA, que já o utilizava há 50 anos, passou apagar cerca de 50 milhões de euros anuais pelo seu aluguer, segundo a Bloomberg. O objectivo agora é retirar esses custos do pesado orçamento do grupo.

Carlos Tavares, de 56 anos, nascido em Lisboa, assumiu a presidência do grupo Peugeot Citroën em Janeiro deste ano, depois de 33 anos noutro construtor francês, a Renault, de onde saiu quando era número dois de do CEO Carlos Ghosn.

emanuel.costa@sol.pt