Internacional

Mais um adolescente morto pela polícia em Saint Louis

Um adolescente negro, de 18 anos, foi morto a tiro, esta terça-feira, por um agente da polícia numa bomba de gasolina, em Berkeley, um subúrbio de Saint Louis, no Missouri (EUA).


As autoridades de Saint Louis referem que o adolescente, identificado pela mãe como Antonio Martin, apontou uma arma ao agente. O outro indivíduo, que estava com Martin, fugiu. No local, foi recuperada uma arma.

“O agente da polícia de Berkeley saiu do veículo e aproximou-se dos indivíduos quando um deles apontou uma arma ao polícia. Receando pela sua vida, o agente disparou vários tiros, atingindo o indivíduo fatalmente. O segundo suspeito fugiu do local”, pode ler-se na página de Facebook da polícia de Berkeley.

A mãe de Martin, porém, refere que o filho estava com a namorada na altura dos disparos.

O incidente deu-se perto do local onde foi morto Michael Brown, um afro-americano também de 18 anos, por um agente, a 9 de Agosto, .

Bekeley está agora a ser palco de vários protestos. Um grupo de cerca de cem pessoas juntou-se perto da bomba de gasolina onde Martin foi morto. As autoridades já detiveram, pelo menos, três pessoas, avança o International Business Times. Na imprensa internacional e pelas redes sociais, circulam várias fotografias e vídeos dos desacatos.

O subúrbio de Saint Louis tem 21 mil habitantes, com uma população maioritariamente negra e de baixo rendimento, administrado por brancos e cujo departamento da Polícia conta apenas com três afro-americanos num total de 53 agentes

Nos últimos meses, tem-se assistido a várias manifestações e protestos, pelos EUA, contra a violência policial. Três messes depois da morte de Michael Brown, uma criança afro-americana, de 12 anos, foi assassinada pela polícia quando estava a brincar com a réplica de uma arma. 

Os comentários estão desactivados.