Internacional

Autoridades italianas salvam 970 migrantes

A guarda costeira italiana salvou as 970 pessoas que se encontravam a bordo do cargueiro de onde na manhã de terça-feira partiu um pedido de ajuda às autoridades gregas.


As autoridades afirmam que os migrantes, a maioria de origem síria, chegaram a Itália antes do nascer do sol de quarta-feira. Mais de 100 pessoas estavam em estado de hipotermia. 

Os cargueiro cheio de migrantes ilegais dirigia-se inicialmente à Croácia. Mas o Blue Sky M foi mais tarde abandonado por quem o conduzia – a maior suspeita cai sobre contrabandistas – em piloto automático e “com o motor bloqueado à velocidade de 6 nós, sendo provável que fosse embater contra as rochas de Santa Maria di Leuca [Itália]”, acrescenta o jornal italiano Corriere della Sera.

O cargueiro seria mais tarde tomado pelas autoridades italianas que o conduziram ao porto de Gallipoli, onde atracou. 

Milhares de pessoas tentam todos os anos cruzar o Mediterrâneo em direcção à Europa e muitos acabam por morrer no mar, vítimas das tempestades ou do abandono de quem comanda os barcos onde viajam. Vêm do Médio Oriente e de África, tentando escapar à guerra ou a situações de enorme pobreza.

*com AP