Internacional

Charlie Hebdo: Portugal condena massacre em Paris

O Governo português acaba de condenar “veementemente” o “violento atentado” ocorrido esta quarta-feira em Paris. 


“Lamentando profundamente a perda de vidas humanas, o Governo Português expressa ao Governo Francês e às famílias das vítimas as suas mais sinceras condolências e a sua profunda solidariedade, e espera que os suspeitos deste ato bárbaro sejam rapidamente detidos, julgados e condenados”, lê-se num comunicado enviado às redacções ao início da tarde pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Homens encapuzados e armados com armas automáticas Kalashnikov entraram na redacção do jornal satírico ‘Charlie Hebdo’, em Paris, e dispararam sobre várias pessoas. Pelo menos doze pessoas perderam a vida, incluindo dois agentes da polícia.

Sobre a eventual existência de portugueses entre as vítimas – não há neste momento qualquer informação nesse sentido – o Governo informa ainda que está a acompanhar a situação a partir da embaixada de Portugal em Paris e do consulado geral, que estão em contacto permanente com as autoridades francesas.