Sociedade

Polémico incêndio no carro oficial de autarca do Gerês

O incêndio que destruiu por completo o carro oficial do presidente da Câmara de Terras de Bouro, Joaquim Cracel, agitou hoje a reunião camarária, com insinuações de ter andado na caça ao javali, uma versão prontamente desmentida pelo autarca visado.

A viatura camarária atribuída ao autarca socialista Joaquim Cracel sofreu um incêndio Pedro Antunes Pereira (Jornal “O Amarense”)
Pedro Antunes Pereira (Jornal “O Amarense”)

A viatura camarária atribuída ao autarca socialista Joaquim Cracel sofreu um incêndio, em pleno Gerês, na madrugada de 26 de Dezembro, mas só hoje o caso foi conhecido em termos políticos, apesar de andar “nas bocas do povo desde então.

O vereador social-democrata António Afonso, o antecessor de Joaquim Cracel no cargo, quis saber oficialmente se seria verdadeira a versão popular, segundo a qual o presidente da autarquia andaria à caça do javali no carro oficial da Câmara Municipal de Terras de Bouro, quando a viatura oficial, da marca Toyota, incendiou-se.

Joaquim Cracel desmentiu imediatamente tal versão e explicou a sua versão dos factos, segundo a qual “subia a estrada municipal que liga Chorense a Santa Isabel do Monte, quando me apercebi que o carro não desenvolvia e então fiz inversão de marcha, ao ver um larguito com espaço para fazer a manobra, mas o carro incendiou-se logo, ficando totalmente atravessado na estrada”.

O autarca do Gerês diz que “as minhas melhores testemunhas são os bombeiros que ali se deslocaram e poderão comprovar a posição em que o carro se encontrava”. Segundo o Jornal O Amarense apurou, o automóvel tem 11 anos e mais de 500 mil quilómetros. A deslocação de Joaquim Cracel, cerca das 2h30 da madrugada de 26 de Dezembro, foi explicada pelo próprio como “sendo uma deslocação oficial quando eu em véspera de ir de férias dirigia-me para casa do vice-presidente, Luís Teixeira, em Valdozende, a fim de deixar o projecto para um passeio pedonal entre Cavacadouro e Pesqueiras”. Joaquim Cracel, contactado esta tarde pelo SOL, confirmou a explicação adiantada hoje durante a reunião camarária.