Vida

Jornalistas da BBC são vítimas de homofobia durante reportagem

Os locutores de um programa de rádio da BBC Iain Lee e Justin Dealey ouviram a história de Nick, um rapaz de 23 anos, que dizia ser vítima de abusos por andar no meio da rua de mão dada com o seu namorado. O jovem britânico disse que chegou mesmo a ser perseguido no metro de Luton, em Inglaterra, por não esconder a sua sexualidade.

Por isso, os dois locutores decidiram sair à rua de mãos dadas para ver as reacções. A verdade é que, mal saíram, começaram a perceber que muitas pessoas olhavam para eles de uma forma estranha. 

Um grupo de jovens gozou com eles e um pai desviou a filha do passeio para que esta não reparasse no casal. Houve um rapaz que emitiu um som que denotava uma repulsa pelo casal. Quando foi abordado pelos jornalistas, o rapaz disse que o que eles estavam a fazer era “errado e nojento”.

Os locutores dizem que ficaram “surpreendidos e desapontados” com as reacções das pessoas. “O pior é que este homem com quem falámos é um jovem, não é um velho. Este é o futuro do nosso país e isso deixa-me assustado”, afirmou um dos jornalistas. 

joana.alves@sol.pt

A homofobia existe, mas para quem não é homossexual, às vezes é difícil perceber o quão desagradável pode ser um pequeno passeio para um casal gay.