Internacional

Polícia criticada por usar foto de detidos para treinar tiro ao alvo

A polícia de North Miami Beach tem sido muito criticada por usar a fotografia de cadastro de vários suspeitos negros para praticar tiro ao alvo, lê-se no site da NBC.

A descoberta foi feita pela sargento Valerie Deant, cujo irmão era um dos homens que aparecia na fotografia em causa. Woody Deant, que foi detido quando tinha 18 anos por tráfico de droga, também falou sobre o sucedido: “Agora estou a ser usado como alvo? Eu já nem vivo como vivia na altura em que aquela fotografia foi tirada. Agora sou pai. Sou marido, Sou um homem com uma carreira. Trabalho das 09h00 às 17h00”.

No entanto, os responsáveis pelo posto de North Miami Beach afirmam que não existe qualquer problema racial naquela esquadra. “[No nosso campo de treino] Temos alvos de todas as raças”, afirmou a Major Kathy Katerman ao Huffington Post.

Apesar do chefe da polícia J Scott Dennis ter admitido que a fotografia tinha sido mal escolhida – pois tratava-se de pessoas que tinham sido detidas naquela jurisdição -, o responsável afirma que não existe qualquer comportamento discriminatório e que usar as caras de pessoas durante os treinos de tiro ao alvo é essencial para o bom desempenho dos polícias.

No entanto, a NBC falou com outras cinco esquadras da polícia daquela zona e todas afirmaram que não usavam fotografias de cadastros para treinar o tiro ao alvo.