Tecnologia

Conselhos para jogar online em segurança

Jogos online como o Minecraft, Angry Birds ou Clash of Clans são bastante populares e podem ser jogados em vários dispositivos como tablets e smartphones, muitas vezes por adolescentes e crianças, o que potencia os perigos de um ciberataque, principalmente porque estas contas de jogos estão muitas vezes associadas aos cartões de crédito dos pais.


A empresa de segurança informática Kaspersky Lab elaborou por isso uma lista de conselhos para que jogar online seja uma fonte de diversão e não de dores de cabeça.

Cuidado com o phishing. Reveja duas vezes as páginas para as quais os links existentes nos emails o redireccionam e verifique a extensão do ficheiro antes de o abrir.

Passwords fortes e únicas. A password é o primeiro obstáculo com que os hackers se deparam e a sua debilidade é, muitas vezes, a porta de entrada dos seus ataques. Se tem dificuldade em memorizá-las, pode sempre usar um gestor de palavras-chave.

Cuidado com os amigos virtuais. Muitos dos companheiros de jogo não são inocentes jugadores e escondem más intenções. Quando falamos de crianças, é fundamental que os pais usem ferramentas de controlo parental para as proteger.

Descarregue sempre os jogos de fontes legítimas. Uma das principais causas de infecção por malware são os downloads de jogos e aplicações fraudulentas.

Não feche o antivírus. Uma boa solução de segurança é essencial, mas não chega tê-la instalada. É preciso que nunca a desactive quando vá jogar online.