Internacional

Piloto jordano foi queimado vivo pelo Estado Islâmico

O Estado Islâmico publicou um vídeo, esta quarta-feira, que mostra a execução do piloto jordano capturado em Dezembro.

As imagens divulgadas através de sites e contas de redes sociais conotadas com o movimento extremista mostram Moaz al-Kasasbeh dentro de uma jaula, sem hipótese de fuga, a ser queimado vivo.

O militar foi capturado em Dezembro pelo grupo terrorista, depois do seu avião ter sido abatido na Síria, e durante várias semanas o governo da Jordânia tentou negociar a sua libertação, chegando mesmo a propor uma troca de prisioneiros. 

Segundo a televisão estatal da Jordânia, o piloto foi morto há cerca de um mês mas as imagens só agora foram divulgadas. 

O Governo jordano já anunciou que vai executar os prisioneiros do Estado Islâmico no seu território, entre os quais uma mulher bombista iraquiana, que esteve para ser trocada pelo piloto.