Vida

Gotham Air: O Uber dos helicópteros já chegou

O voo atrasou e aquela reunião de negócios em Wall Street ou aquela peça da Broadway reservada há meses está quase a começar. Sair do aeroporto para o centro da cidade de Nova Iorque pode ser um pesadelo, mas uma nova empresa desenvolveu uma solução para o problema, pelo menos para quem tiver 190 euros para gastar.

A Gotham Air – não, não tem nada a ver com o Batman, a não ser talvez os helicópteros negros e a exclusividade do serviço – arrancou esta semana e assume-se como o Uber do transporte aéreo. A ideia é simples: por um preço relativamente baixo, um viajante consegue chegar de helicóptero a Manhattan em apenas seis minutos, partindo do aeroporto JFK ou do Liberty em Newark.

O custo da viagem são 219 dólares, cerca de 195 euros, havendo uma tarifa especial de 90 euros para quem reservar até ao final de Fevereiro. Pode parecer um preço elevado, mas a rapidez e a facilidade como que se reserva o lugar – através do site ou aplicação no telemóvel –, bem como o número de viajantes de negócios ou turistas endinheirados que pode abranger, augura um futuro risonho para a Gotham Air em Nova Iorque.

A empresa foi idealizada por Tim Hayes, produtor ligado à indústria de entretenimento que se inspirou no facto de muitos artistas recorrerem a helicópteros para várias deslocações. Para garantir uma frota móvel de helicópteros e de pilotos, Tim assinou um acordo com a empresa Helicopter Flight Services, que garante os voos. O único senão é que são precisos quatro passageiros para garantir a viagem, que pode ter um máximo de sete pessoas.

No caso de haver mau tempo e os helicópteros não puderem voar, a Gotham Air não faz a ligação do aeroporto a Nova Iorque, mas recorre a uma pequena frota de carros de luxo para levar os clientes que pretendessem ir no sentido inverso, da cidade para o aeroporto. Neste caso, o ponto de recolha pode ser a própria casa ou local de trabalho dos passageiros.

As reservas de viagens para a Gotham Air arrancaram esta terça-feira online e já há voos garantidos para o final da semana. Desde que foi criada, a versão de teste do site da empresa já recebeu 7.500 inscrições de membros.

Para já, o único ponto de entrada ou saída do helicóptero em Manhattan está localizado no Pier 6, perto de Wall Street. A ideia de Tim Hayes é aumentar o número de viagens diárias a partir da Primavera e introduzir dois novos pontos em Nova Iorque: o heliporto de West 30th Street e o de East 34th, perto das Nações Unidas.

emanuel.costa@sol.pt