Sociedade

Fiéis de Lisboa debatem futuro da Igreja

Numa paróquia de Lisboa, um grupo de casais resolveu organizar sessões de leitura da Bíblia para os vizinhos. A acção, no mínimo original, foi uma das propostas de evangelização que chegou ao Patriarcado de Lisboa, onde está em marcha um processo de reflexão e ensaio sobre o futuro da Igreja. O sínodo diocesano - sob o tema 'O sonho missionário de chegar a todos' - foi lançado pelo patriarca Manuel Clemente e pretende pôr os católicos a reflectir sobre a situação actual da Igreja e a definir novas formas de transmitir a mensagem cristã.


Numa caminhada que começou em Outubro e durará até 2016, movimentos, paróquias, famílias e grupos pastorais são desafiados a analisar a exortação apostólica Evangelli Gaudium - uma espécie de programa pastoral do Papa Francisco - e a encontrar novas formas de a pôr em prática.

A reflexão é orientada por um vasto questionário que vai sendo preenchido pelos grupos ao longo de várias etapas. Na segunda, agora em análise, havia questões como “As nossas comunidades procuram não só acolher como ir ao encontro dos mais fracos e marginalizados?” e “Há espaço para que os jovens se sintam integrados na vida comunitária?”. Além de respostas, os grupos ou os católicos individualmente devem enviar propostas de acção.

A adesão está a ser grande. Segundo dados divulgados pelo secretario do Sínodo, mais de cinco mil crentes enviaram respostas ao Patriarcado, 96% dos quais eram leigos. No final, as informações serão compiladas num documento síntese que será analisado e debatido pelos delegados que integrarão a assembleia sinodal. As conclusões serão depois divulgadas pelo patriarca de Lisboa.

rita.carvalho@sol.pt

Os comentários estão desactivados.