Cultura

O melhor do mundo em Portugal

Faltam apenas quatro dias para Lisboa receber, uma vez mais, Hardwell, considerado o melhor DJ do mundo

É já no sábado, dia 7, que Hardwell traz à Meo Arena o seu novo espectáculo, United We Are, depois de, em 2004, ter esgotado o mesmo recinto.

Apesar do sucesso e reconhecimento de que já goza, um pouco por todo o mundo, a verdade é que foi apenas a 23 de Janeiro que o DJ holandês lançou o seu primeiro álbum, servindo esta tournée, justamente, para a apresentação deste trabalho.

Esta digressão arrancou a 24 de Janeiro, na Ziggo Dome, em Amesterdão, um espectáculo que foi transmitido, em directo, na Mega Hits, rádio portuguesa que emite, nas madrugadas de sábado para domingo, o programa de rádio mais ouvido do mundo, o Hardwell on Air. O DJ chegará a Lisboa depois de já ter passado por países tão distintos como a Índia, a Austrália, o Brasil e a África do Sul. Em todos eles actuou para casas cheias.

United We Are são cinco horas de um espectáculo de som e luz, com duas instalações gigantes de LEDs, e que, segundo Hardwell, “conduz o público numa viagem alucinante a um universo sem paralelo”.

Hardwell começou por aprender piano clássico com apenas seis anos e deu os primeiros passos como DJ aos 12, depois de ter assistido a um documentário sobre DJ na MTV holandesa. Aos 14 anos já tocava em grandes clubes holandeses – aos quais tinha de ir acompanhado pelos pais, pois não cumpria a idade mínima exigida para entrar nestes locais. Em 2003, Hardwell começou a dedicar-se a remixar o trabalho de outros músicos e, desta forma, a dar mais nas vistas no meio da house music. No entanto, foi apenas em 2009 que atingiu o reconhecimento mundial, com o seu trabalho de mashup das músicas ‘Show Me Love’, de Robin S. e ‘Be’, de Steve Angello & Laidback Luke.

Aos 27 anos, Hardwell foi eleito, nos dois últimos anos, o melhor DJ do mundo, segundo a DJ Magazine, e os vídeos das suas actuações somam milhões de visualizações.