Economia

Sonae Capital reduz prejuízos em 52,5%

A Sonae Capital reduziu os prejuízos em 2014 face ao ano anterior para 6,3 milhões de euros, uma melhoria de 52,5%, anunciou hoje a empresa, que viu o volume de negócios crescer 38,7% para 176,6 milhões de euros.

Segundo os resultados anuais relativos a 2014, enviados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a Sonae Capital viu o volume de negócios subir 37,7% no sector do turismo para 66,8 milhões de euros, enquanto no campo da energia passou de 33,9 para 47,3 milhões de euros, "fruto da consolidação das operações de cogeração adquiridas durante o primeiro trimestre de 2014 e da entrada em pleno funcionamento do parque fotovoltaico de Martim Longo".

O EBITDA da Sonae Capital (resultados antes de juros, impostos, depreciação e amortização) aumentou 61,4% para 11,8 milhões de euros.

"Os resultados alcançados reforçam a nossa confiança na implementação da estratégia definida. O crescimento e a melhoria da posição competitiva de cada um dos negócios, aliada ao foco na libertação de capital de activos não estratégicos com vista a suportar novas oportunidades de investimento e, principalmente, a reduzir os níveis de dívida, continuarão a nortear a nossa actuação", pode ler-se na mensagem da presidente executiva, Cláudia Azevedo.

A empresa terminou 2014 com um nível de dívida líquida de 234,5 milhões de euros, 11,6 milhões abaixo do valor de 2013 e "o valor mais baixo desde o destaque do grupo, em 2007".

Lusa/SOL