Economia

Incêndio do Carregado obriga a mudanças na Autoeuropa e ameaça produção

A Autoeuropa confirmou esta tarde que o incêndio desta terça-feira na fábrica Dura Automotive Systems, do Carregado, obrigou a mudanças na produção de carros da unidade de Palmela.

A fábrica é fornecedora de peças para os modelos Volkswagen Sharan, Seat Alhambra e Volswagen Eos, estando o fabrico dos dois primeiros ameaçado.

Em comunicado, a unidade de Palmela garante que “a produção da Volkswagen Autoeuropa ainda não foi afectada por esta situação”, mas admite que foi forçada a alterações no “mix diário de produção”. A Autoeuropa reduziu a construção dos modelos Sharan e Alhambra – precisamente aqueles que representam mais trabalho – privilegindo o pequeno desportivo Scirocco e o descapotável Eos, menos afectados pelo acidente na empresa fornecedora.

Quanto aos Sharan e Alhambra que ainda forem produzidos, a Autoeuropa deverá recorrer a componentes da Dura Automotive de que ainda dispõe, de forma a cumprir prazos de entregas mais urgentes para as encomendas já feitas.

A fábrica de Palmela confirma também que enviou uma equipa para o Carregado, para avaliar a situação e “aferir perturbações futuras na actividade”. Importa referir que o Eos, um dos modelos cuja produção foi forçada a aumentar, está a poucas semanas de deixar de ser fabricado, pelo que uma falta de peças mais prolongada para as carrinhas monovolume Sharan e Alhambra não só afecta as entregas desses modelos como também pode forçar a uma paragem na linha.

emanuel.costa@sol.pt