Desporto

Leonardo Jardim não cumprimentou Wenger por retaliação

Olho por olho, dente por dente. No final do jogo da primeira mão, Arsène Wenger deixou o português de mão estendida, recusando o tradicional cumprimento entre treinadores após a derrota por 3-1, no Emirates Stadium, em Londres. Ontem, no duelo que apurou o Mónaco para os quartos-de-final da Liga dos Campeões apesar da derrota por 2-0, Leonardo Jardim fez questão de retribuir na mesma moeda. Wenger não teve direito a aperto de mão. 


"Respondi da mesma forma. Foi uma falta de respeito da sua parte não me ter cumprimentado em Londres. Se hoje estamos aqui a festejar foi também porque o Arsenal não nos respeitou no jogo da primeira mão", alegou Leonardo Jardim, o único técnico português entre os oito finalistas da Champions 2014/15.

rui.antunes@sol.pt

Os comentários estão desactivados.