Desporto

NBA. Contratado por morar perto do pavilhão e chegar a tempo de jogar

A qualidade era secundária. Os Minnesota Timberwolves precisavam de mais um jogador para a visita de ontem aos New York Knicks, de forma a terem oito disponíveis e assim cumprirem os regulamentos da NBA. Perante a onda de lesões que varreu o plantel às ordens de Flip Saunders, a poucas horas do início da partida a solução de emergência foi contratar um basquetebolista que se encontrava por perto. O escolhido foi Sean Kilpatrick, de 25 anos, que teve de fazer uma viagem de três horas de carro e chegou ao Maddison Square Garden 45 minutos antes do duelo.


“Já o conhecíamos, mas o factor geográfico ajudou, pois precisávamos de alguém que estivesse próximo”, contou Flip Saunders, que viu a sua equipa sair de Nova Iorque com uma vitória por 95-92.

Kilpatrick, que joga na Liga de Desenvolvimento da NBA, uma espécie de segundo escalão, assinou um contrato de 10 dias com os Timberwolves e ontem esteve em campo 10 minutos. Falhou dois lançamentos e conquistou um ressalto. Uma estreia inesquecível.    

rui.antunes@sol.pt

 

Os comentários estão desactivados.