Sociedade

Se o seu carro estiver numa lista de recolhas, leve-o logo à oficina

O nome Takata pode não dizer-lhe muito, mas está envolvido numa falha de segurança que afecta dezenas de milhões de carros, provocou mais de uma centena de acidentes e outros tantos mortos e feridos. O problema nos airbags fabricados pela empresa japonesa motivou a recolha de milhões de automóveis, mas só uma parte dos condutores segue o aviso das marcas à risca e levou o carro à oficina.


No Japão um relatório do jornal Nikkei indica que 2,13 milhões dos mais de três milhões clientes contactados já foram à oficina resolver o problema do airbag. Já nos Estados Unidos, apesar do ‘caso Takata’ envolver 17 milhões de carros de 10 marcas, só dois milhões seguiram as indicações e procuraram o reparador oficial.

Isto apesar dos relatos chocantes de acidentes, alguns ‘aparentemente’ banais, que acabaram por causar a morte de condutores. Como o caso de um homem cujo carro sofreu um pequeno toque de lado ao entrar numa estrada e o airbag explodiu, atirando um pedaço de metal afiado contra o seu pescoço. Morreu esvaído em sangue.

Os airbags com defeito da Takata abrangem dezenas de carros de pelos menos dez fabricantes: Honda, Toyota, General Motors, BMW, Chrysler, Ford, Mazda, Mitsubishi, Nissan e Subaru. Em números mais reduzidos, também Portugal foi afectado por esta onda de recolhas, com alguns milhares carros a terem de ser reparados e outros pelo menos avaliados pelas oficinas e concessionários.

emanuel.costa@sol.pt

Os comentários estão desactivados.