Cultura

Começa a transferência de coches para novo edifício do Museu Nacional

A transferência dos coches do actual Museu Nacional para o novo edifício, da autoria do arquitecto Paulo Mendes da Rocha, em Belém, começa hoje de manhã, segundo a Secretaria de Estado da Cultura.


De acordo com o gabinete do secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, o primeiro coche a ser transferido será o Landau do Regicídio.  

"O Landau do Regicídio data do final do século XIX e tem uma forte componente histórica. Nele seguia a família real, quando, em Lisboa, a 01 de Fevereiro de 1908, um atentado matou o Rei D. Carlos I e o herdeiro, Príncipe D. Luís Filipe", segundo uma nota de imprensa sobre a transferência.

A data de abertura ao público do novo edifício do Museu Nacional dos Coches está prevista para o dia 23 de Maio, data do 110º aniversário da sua inauguração.

O novo Museu Nacional dos Coches é composto por dois edifícios, com quatro pisos, e que inclui duas salas de exposição permanente, a sala de exposições temporárias, auditório, serviço educativo, laboratório, oficinas, zonas técnicas e administrativas.

Ocupando 15.177 metros quadrados nos terrenos das antigas Oficinas Gerais do Exército, o projecto foi concebido em consórcio com os ateliês MMBB Arquitectos (Brasil), Bak Gordon Arquitectos e Nuno Sampaio Arquitectos (Portugal).

O museu reúne uma colecção única no mundo de viaturas de gala e de passeio do século XVII ao século XIX, na sua maioria provenientes dos bens da coroa ou propriedade particular da Casa Real portuguesa.

Lusa/SOL

Os comentários estão desactivados.