Sociedade

Homem barricado em casa após balear o primo

Um homem ficou hoje gravemente ferido depois de ter sido baleado em Matas, Lourinhã, estando o alegado agressor, seu familiar, barricado em casa, na mesma localidade, disseram à Lusa fontes da GNR e dos bombeiros.

O crime ocorreu cerca das 17h00, altura em que o suspeito, um homem entre os 60 e os 70 anos, terá apontado uma arma de fogo à vítima, entre os 50 e os 60 anos, devido a desavenças antigas, referiu fonte da GNR.

A vítima foi encontrada na via pública, junto à habitação do alegado agressor, pelas autoridades e foi aí assistida pelos bombeiros e pela equipa da viatura médica de emergência e reanimação de Torres Vedras do Centro Hospitalar do Oeste, afirmou o segundo comandante dos bombeiros da Lourinhã, Vítor Mourato.

As mesmas fontes adiantaram que a vítima foi atingida com "pelo menos dois tiros", tendo dado entrada "em estado muito crítico" na urgência de Torres Vedras do Centro Hospitalar do Oeste, cerca das 19h20.

O agressor continua barricado em casa, estando no local equipas de negociadores e do corpo de intervenção das forças policiais.

Fontes da GNR adiantaram que uma discussão por causa de um automóvel terá estado na origem do crime, embora existissem desavenças antigas entre os dois familiares. A CMTV adianta que a vítima será prima do agressor.

Lusa/SOL